O que você faz se os clientes entendem mal o seu papel?

Este mês começamos com os posts voltados mais para a parte de marketing e vendas e acostume-se, pois será uma rotina por aqui, afinal o atendimento materno infantil é um negócio, e você precisa construir algumas noções sobre o assunto para esse ponta pé inicial, lembrando que em todos os nossos cursos de formação temos isso de maneira aprofundada. Ok?

DOULA: O QUE FAZEM, ONDE VIVEM, COMO SE COMPORTAM
Apesar da popularização do termo “doula” percebo que ainda muitas pessoas não sabem realmente o que uma doula faz, ou mesmo quais são os verdadeiros benefícios de se contratar uma. Estudando o mercado e através de orientações para as nossas alunas, notei muitos clientes que estavam prontos para fechar o contrato e ainda não sabiam muito bem o porquê eles queriam uma doula ou o que ela estaria fazendo nesse papel, ou ainda contratam achando que terão garantia de sucesso de parto e afins.

EXPECTATIVAS IRREAIS
Fique ciente que vai ser muito comum você se deparar com clientes que têm expectativas irreais sobre o que uma doula realmente faz e daí, o que fazer?

EDUQUE O SEU MERCADO
A primeira medida a ser tomada é de educarmos o mercado. Ah, mas como?

1- É muito importante deixar claro o que será o seu papel e os benefícios que uma doula proporciona.

2- Deixe claro o que uma doula não faz.

3- Quanto mais falarmos e postarmos, mais informamos o mercado do que é o papel da doula, isso é sensacional!

4- Faça contrato, isso protege você e seu cliente.

5- Não prometa de mais, lembre-se, seu cliente já vem com algumas expectativas, se você aumenta demais, terá de cumprir e isso vai gerar uma frustração e possivelmente um marketing negativo.

OLHA ESSE EXEMPLO:
Você vai ao encontro de um casal que está com 30 semanas de gestação e querem te contratar para estar no parto e eles receberam indicação de um ex cliente seu, ok?

NO QUE ACREDITAR…
Após as apresentações e perguntas comuns sobre doulagem, você pergunta como eles acreditam que uma doula pode apoiá-los e porque eles tiveram interesse nesse serviço, e a resposta é que eles ouviram coisas maravilhosas sobre ter uma doula e acreditam que isso realmente os ajudará a ter o nascimento não medicado e com baixa intervenção, que sua irmã teve um parto muito doloroso de um bebê pélvico e sem dilatação, o que a levou para uma cesariana.

Assim eles acreditam que se tivessem você com eles, poderia ajudar a corrigir a posição do bebê, para que a mesma coisa não aconteça com eles. Afinal, você tem todo esse treinamento e experiência de nascimento ajudando outras famílias.

Além disso, eles não querem epidural e nenhuma intervenção que não tenha evidência científica e tendo você com eles, sentem que ajudará a evitar essas coisas.

E detalhe, eles chegam a pedir que no dia você diga à equipe e ao médico que eles não esperam por nenhuma intervenção e que pode ajuda-los a lidar e progredir com naturalidade.

DAÍ VEM O DILEMA…
Detalhe eles já estão prontos para pagar. Mas você está com um dilema, não?

1- Tem a opção de aceitar e fechar com eles com tantas expectativas equivocadas, correndo o risco deles não ficarem satisfeitos e queimarem a profissão e o seu nome.

2- Aceita e tenta explicar que eles estão equivocados nas próximas semanas, correndo o risco de não dar tempo e eles também ficarem frustrados e falarem mal de você e da profissão.

3- Aproveita e conversa, já corrige todas as expectativas e joga limpo com eles correndo o risco de perder o negócio.

4- Diz que está com a agenda de partos cheia para a data provável de parto deles e indica outra doula. Me diz, o que você faz?

Até a próxima
Indi Ferreira 😍😘