Principais dúvidas que estão presentes no livro “Baby-led Weaning, BLW – o desmame guiado pelo bebê”, de Gill Rapley e Tracey Murkett.

 

1) Meu bebê vai ficar bem nutrido usando esse método?

Qualquer que seja a abordagem de introdução alimentar, o bebê tem chances de ser bem nutrido se o adulto oferecer uma dieta equilibrada para o bebê. A diferença com o BLW é que o que ele de fato come depende dele. É claro que é preciso considerar que no início, quando o bebê passar mais tempo explorando os alimentos (em vez de ingerindo-os), é o leite materno quem garantirá a nutrição necessária do bebê. Muitos pais que experimentaram BLW dizem que seus filhos comem uma ampla variedade de alimentos sem precisar ser convencidos, ou sem os pais precisarem “esconder o legume na comida”, fazer algum tipo de negociação relacionado a prêmios, assistir TV, etc. Há evidências de que as crianças naturalmente vão escolher bons alimentos, nas quantidades corretas, se tiverem a oportunidade.

2) As papinhas são mais bem digeridas e, por isso, são mais nutritivas?

É provável que seja verdade que o alimento que chega no estômago triturado é mais facilmente digerido do que o que chega em pedaços grandes. Porém, é mais fácil para o estômago lidar com a comida que é completamente mastigada do que com a comida que foi batida no liquidificador, porque a mistura de saliva com a comida ajuda a iniciar o processo digestivo – especialmente a digestão de alimentos ricos em amido. Os bebês que podem comer no seu próprio ritmo tendem a manter os alimentos na boca por muito tempo antes de engoli-los. Nesse tempo, eles são amolecidos com a saliva e amassados com as gengivas. Mas as comidas batidas quase não se misturam com nenhuma saliva – elas são chupadas da colher direto para o fundo da garganta e imediatamente engolidas, sem nenhuma mastigação. É importante também que alguns alimentos perdem a vitamina C pelas superfícies expostas, quando são cortadas. Uma maçã inteira, por exemplo, vai oferecer mais vitamina C do que a mesma maçã batida ou amassada, além de que a vitamina C é importante porque favorece a absorção do ferro.

3) Devo me preocupar com a mudança no aspecto das fezes meu bebê por causa do BLW?

É fácil supor que a comida batida é mais facilmente digerida por causa do que aparece nas fraldas do bebê. Diferente das fezes de um bebê alimentado com papinhas, as fezes de um bebê que come comida “de verdade” costumam ter pequenos pedaços de legumes, por exemplo. Isso não quer dizer que nenhuma parte desse alimento foi digerida – só demonstra que o bebê está aprendendo a mastigar e que seu corpo está se adaptando aos sólidos. As papinhas só parecem ter sido mais bem digeridas porque não se destacam nas fraldas. Quando os bebês comem rápido demais (o que tende a acontecer quando dão comida nas suas bocas) eles perdem a chance de aprender a mastigar completamente. Os bebês que puderem comer sozinhos desde o começo e que não tiveram que comer depressa, costumam dar mordidas menores e passar mais tempo mastigando antes de engolir. Isso leva a uma melhor digestão, de forma geral. Os alimentos batidos são bons para as pessoas que têm dificuldade para mastigar, é claro, mas bebês sadios não precisam mais de comida batida do que os adultos saudáveis.

4) Meu bebê tem oito meses e até agora tenho dado papinhas. É tarde demais para começar com o BLW?

Nunca é tarde para começar com o BLW! Mesmo se seu filho estiver acostumado a aceitar comida na boca, ele provavelmente ainda gostará de explorar os alimentos se tiver a oportunidade. O que ocorre é que quando os bebês começam com BLW aos seis meses, eles têm a oportunidade de explorar os alimentos e desenvolver as habilidades necessárias para comer sozinhos enquanto toda a sua nutrição ainda vem do leite materno ou da fórmula. Isso quer dizer que eles podem praticar as habilidades para se alimentarem sozinhos antes de precisarem de muita comida. Para o bebê que começa o BLW tendo vindo da papinha, este progresso pode ser menos direto. Bebês que foram alimentados de colher podem acostumar-se a engolir grandes quantidades de alimentos rapidamente quando têm fome porque não precisam ser mastigadas. Dar ao seu bebê a oportunidade de comer sozinho quando ele não tiver fome pode ajudar a mãe e o bebê a evitar isso. Comece a oferecer alimentos para comer com as mãos nas horas das refeições, juntamente com sua papinha habitua e, à medida que ele começar a desenvolver as habilidades para comer sozinho, você descobrirá que ele tem menos interesse nas papinhas que você oferece, e que elas finalmente deixarão de ser necessárias.

5) Os bebês não precisam começar com um sabor de cada vez?

É comum dizerem aos pais que é importante começar a introdução alimentar com um novo sabor e ficar só com ele por alguns dias, para garantir que o bebê não terá nenhuma reação negativa a este alimento, antes de adicionar outro. Exceto em casos de histórico de alergias alimentares na família, não é necessário apresentar os sabores de formas isolada no BLW, devido a duas razões: 1) o sistema digestivo de um bebê de seis meses é muito mais maduro do que de um bebê de 4 meses (de quando costumavam introduzir os sólidos antes) – então os problemas digestivos são improváveis e 2) um bebê que pode se alimentar sozinho com alimentos sólidos naturalmente comerá apenas pequenas quantidades no começo, e poderá provar somente um ou dois alimentos de cada vez, de todo modo. Importante: dar a oportunidade para o bebê experimentar a comida antes de comer é crucial no BLW. Quando são oferecidos alimentos diferentes ao mesmo tempo, o bebê pode escolher em qual alimento quer ser concentrar naquele momento.

6) Meu bebê tem 8 meses de idade e ainda como muito pouco. Ele parece feliz o suficiente e está crescendo e se desenvolvendo bem, mas me disseram que eu deveria estar “garantindo” que ele consuma bastante ferro, especialmente porque ele mama no peito. Como podemos fazer isso com BLW?

É verdade que o leite materno não contém tanto ferro quanto, por exemplo, a carne ou os alimentos enriquecidos. Mas o ferro no leite materno é absorvido com muita felicidade. A fórmula contém muito ferro, mas não é facilmente absorvido. Assim como o ferro que ele obtêm do leite materno, os bebês também tem reservas que foram acumuladas enquanto estavam no útero. Estas reservas são usadas gradualmente, então em algum momento depois dos seis meses eles começam a precisar de mais ferro do que podem obter somente do leite materno. Mas a diferença não é enorme, o leite materno ainda pode fornecer a maior parte do ferro que eles precisam. Isso quer dizer que provavelmente seu bebê provavelmente consegue obter o suficiente da pequena quantidade de comida que ele consome. A coisa mais importante é que seu bebê deve poder escolher entre uma variedade de alimentos, e isso lhe dará a melhor oportunidade para comer o que ele precisa.

Quer aprender mais sobre o BLW e demais métodos de introdução alimentar para bebês? Confira as turmas abertas da unimaterna!

.