Para manter boa saúde física e mental, recomenda-se a prática de atividade física regularmente. E isso não muda quando a mulher está grávida.

A prática de atividade física é um importante fator para a promoção e manutenção da saúde da mulher em todas as fases de sua vida, inclusive na gestação, parto e pós-parto. Essa prática durante a gestação orientada por um profissional de educação física em parceria com o obstetra, traz muitos benefícios para a saúde da gestante. Durante uma gestação de baixo risco, quem já praticava exercícios pode continuar a fazê-lo, adequando a prescrição à gestação.

Dessa forma, vou listar aqui 10 razões para que você, gestante, pratique atividade física:

  1. Manutenção da aptidão física e da saúde: manter a sua capacidade de realizar as atividades e tarefas do dia a dia com tranquilidade e menor esforço, mantendo também a sensação de bem-estar e ânimo;
  2. Controle do Peso: mesmo que muitas mulheres não saibam, existem recomendações de ganho de peso durante a gestação e a atividade física é excelente aliada no controle de ganho de peso excessivo;
  3. Prevenção de Diabetes Gestacional: praticar atividade física ajuda a manter os níveis glicêmicos controlados, estando associada ao não surgimento da Diabetes Gestacional;
  4. Prevenção da Hipertensão Gestacional: A prática regular de atividade física auxilia no controle dos valores de pressão arterial, pois, diminui o estresse cardiovascular, refletindo por exemplo em frequências cardíacas mais baixas, maior volume sanguíneo em circulação e maior capacidade de oxigenação.
  5. Prevenção de lombalgias: sabe aquela dor nas costas? Pois é! A atividade física também reduz e previne as lombalgias, pois, durante a gestação, é comum o surgimento de algumas alterações na coluna (hiperlordose) em função do aumento do útero na cavidade abdominal. A orientação da postura correta é de extrema importância e a atividade física contribuirá para adaptação dessa nova postura física.
  6. Retorno Venoso: outro benefício! O auxílio no retorno venoso previne o aparecimento de varizes nos membros inferiores (pés e pernas) e promove melhora nas condições de irrigação da placenta.
  7. Trabalho de parto: Outro aspecto relacionado aos benefícios da atividade física é sobre o trabalho de parto. Ele contribui, juntamente com as alterações endócrinas (como o aumento do estrogênio) normais durante a gravidez, para a promoção de maior flexibilidade. A atividade física durante a gestação diminui as dores do parto, contribuindo para que as gestantes praticantes de atividades físicas consigam tolerar melhor o trabalho de parto, principalmente os mais prolongados!
  8. Aspectos emocionais: Mais uma das vantagens da atividade física! Esses benefícios se estendem ainda, aos fatores emocionais, contribuindo para que a gestante se torne mais autoconfiante e satisfeita com a aparência! Eleve a autoestima e apresente maior satisfação na prática dos exercícios.
  9. Menor risco de parto prematuro: Antigamente, acreditava-se que a prática da atividade física durante a gestação pudesse estimular a contração uterina, levando assim ao trabalho de parto antecipado. Porém, há um consenso de que a prática de atividade física MONITORADA durante a gestação não contribui para a prematuridade!  Estudos demonstram que a atividade física regular fortalece a musculatura pélvica, sendo mais um fator a proporcionar nascimento a termo.
  10. Parto Normal: A atividade oferece o parto normal. Além disso, as gestantes sedentárias podem apresentar risco 4,5 vezes maior de nascimentos por cesárea do que as gestantes que praticam atividades físicas. (BUNGUM ET. AL 2000). Pra você que já está pensando no seu parto, a prática atividade física é uma excelente aliada!

Para que a atividade física seja realmente eficaz para você, deixo aqui algumas dicas:

1º. Converse com o seu obstetra a respeito da atividade física que você pratica ou pretende praticar, pois, atividade física na gestação é recomendada na total ausência de qualquer anormalidade, com avaliação médica especializada. Portanto, para algumas gestantes, a prática de atividade física é contraindicada;

2º. Procure um profissional de educação física qualificado para te atender e prescrever a melhor atividade física dentro do seu perfil;

Para finalizar, vale lembrar que a prática de atividade física também é uma forma de autocuidado e é bem-vinda em qualquer idade e em qualquer fase da sua vida. Movimente-se em favor da sua saúde!

 

Talyta Quintamilha é Doula formada pela UniMaterna, profissional de Educação Física (Unopar), Pós-graduanda em Saúde da Mulher (Residência Multiprofissional- UEL).
CREF:025126-G/PR